Sexta, 21 de setembro de 2018
86 9-8108-3425
Brasil

06/01/2018 ás 15h37 - atualizada em 06/01/2018 ás 15h42

239

Ivan Sousa

Piracuruca / PI

PT lança comitê em defesa do ex-presidente Lula dia 11 em Teresina
Apoio ao ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva
PT lança comitê em defesa do ex-presidente Lula dia 11 em Teresina

O Partido dos Trabalhadores decidiu, na manhã deste sábado (6), criar um comitê estadual em defesa do ex-presidente Lula no Piauí. O lançamento vai acontecer no dia 11 em local ainda ser definido. O petista será julgado no dia 24 de janeiro em Porto Alegre. Desde ontem o PT realiza encontro em sua sede no Centro de Teresina.


No dia 13, o partido lança o comitê em 18 regionais. Já no dia 22 será realizado um grande ato em Teresina na avenida Frei Serafim. Para o presidente da legenda no Estado, deputado federal Assis Carvalho, o país está diante de um golpe que começou com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.


“Eu, o Brasil e o mundo que defende a democracia está preocupado, pois nós estamos diante de um golpe parlamentar que se aprofunda e que já está programado. Esse circo tava marcado desde 2014, quando afastaram a Dilma e depois inviabilizaram a candidatura do Lula”, afirmou.


Sem citar nomes, Assis diz que os adversários estão apenas cumprindo um calendário que foi programado em 2014. “Por aqueles que não reconheceram as eleições de 2014. Por isso, dia 22 de janeiro, aqui, em Teresina, vamos tomar às ruas em defesa do ex-presidente Lula e mostrar a ele (Lula) que não está sozinho. Que todos nós estamos na luta pra garantir sua defesa e a democracia deste país”, declarou.


Participaram do encontro vários líderes do PT no Piauí, como a senadora Regina Sousa e o deputado estadual João de Deus. “O nosso candidato é o Lula. Ele será o protagonista dessa eleição seja em que lugar ele estiver. Preso, solto, condenado ou não, candidato ou não, mas ele vai ser o principal personagem dessa eleição”, afirmou a senadora.


Lula foi condenado em 1ª instância a 9 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente recorreu em liberdade ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

FONTE: Hérlon Moraes [email protected]

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium