Quarta, 25 de abril de 201825/4/2018
86 9-8108-3425
Muito nublado
22º
23º
31º
Piracuruca - PI
Erro ao processar!
BRASIL
TJ manda prefeito Júnior Percy reintegrar servidores exonerados
O município deve respeitar os princípios e garantias constitucionais da pessoa humana,ainda que alegue necessidade de cumprir a legalidade estrita”,explicou o desembargador José James em sua decisão.
Ivan Sousa Piracuruca - PI
Postada em 07/02/2018 ás 20h59
TJ manda prefeito Júnior Percy reintegrar servidores exonerados

Junior Percy (PTB)/Foto: Divulgação/Ascom

Os desembargadores da 2ª Câmara do Direito Público, do Tribunal de Justiça do Piauí, em decisão do dia 6 de fevereiro, decidiu conceder recurso ao Ministério Público do Estado e determinou a imediata reintegração de todos os servidores públicos que haviam sido exonerados pela prefeitura de Buriti dos Lopes, que tem como gestor Júnior Percy.


O Ministério Público ingressou uma Ação Civil Pública contra a prefeitura de Buriti dos Lopes afirmando que foram violados os princípios administrativos quando o prefeito, por meio de decreto de nº 03/2017, determinou a exoneração de servidores públicos aprovados em concurso que haviam sido nomeados na gestão anterior.


Na primeira instância a juíza da comarca da região, concedeu tutela de urgência e determinou que os servidores exonerados fossem reintegrados. Inconformada com a decisão, a prefeitura ingressou com um Agravo de Instrumento no Tribunal de Justiça e por meio de uma decisão monocrática, conseguiu derrubar a decisão da juíza.


Devido a isso, o Ministério Público ingressou com um Agravo Interno no TJ. Em sua defesa, o prefeito alegou que houve um aumento de gasto com pessoal no final do mandato do ex-prefeito, o que acabou prejudicando a sua gestão. Na decisão, o desembargador José James, relator do processo, afirmou que o ex-prefeito explicou que exonerou servidores comissionados e fez a contratação de aprovados em concurso, dessa forma não afetando os gastos do município.


“O município deve respeitar os princípios e garantias constitucionais da pessoa humana, ainda que alegue necessidade de cumprir a legalidade estrita”, explicou o desembargador em sua decisão, onde deu provimento ao Agravo Interno para que fosse restabelecida a decisão da primeira instância que determinou a reintegração de todos os servidores públicos exonerados.

FONTE: GP1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
226
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium