Quarta, 14 de novembro de 2018
86 9-8108-3425
Brasil

21/06/2018 ás 09h12 - atualizada em 21/06/2018 ás 09h14

150

Ivan Sousa

Piracuruca / PI

Falta de material no HUT pode causar risco de morte aos pacientes
De acordo com o denunciante, relatou que com a falta desse equipamento não há como infundir (derramar) com segurança sedação, analgesia, drogas vasoativas, etc.
Falta de material no HUT pode causar risco de morte aos pacientes
Foto: Lucas Dias/GP1/Hospital de Urgência de Teresina - HUT

O GP1 recebeu, na tarde desta quarta-feira (20), denúncia de falta de um material conhecido como “equipo”, no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O equipo, possui um frasco e uma espécie de mangueira, que é usada para repassar a medicação ao paciente na quantidade correta.


Segundo informações do denunciante, que preferiu não se identificar, faltam equipos para bomba de infusão e o problema afeta principalmente os médicos intensivistas. A bomba de infusão contínua é um equipamento usado em UTIs e Urgências e Emergências e serve para administrar de forma segura determinados medicamentos.


Com a falta desse equipo não há como infundir (derramar) com segurança a sedação, com isso não há como admitir pacientes nas UTIs, sendo que os profissionais podem ser responsabilizados caso não internem os pacientes que necessitam de atendimento na Unidade de Terapia Intensiva. Se não houver a troca constante do material, existe um aumento no risco de infecção, o que pioraria ainda mais o estado crítico do paciente.


É necessário que esse equipo seja trocado, normalmente entre 48h e no máximo 96h. Caso a troca não ocorra, pode aumentar a probabilidade do paciente pegar alguns tipos de infecção.


Outro lado


A assessoria de comunicação do HUT enviou uma nota explicando que existem três tipos de bombas de infusão e que duas estão sendo usadas. Confira abaixo a nota na íntegra:


A direção do HUT informa que existem três tipos de bombas de infusão. Tem duas que estão sendo usadas. O terceiro tipo de bomba será recebido nesta quinta-feira, 21, e não tem prejuízo por existirem as demais em funcionamento. O atraso na entrega é ainda devido a greve dos caminhoneiros que provocou desabastecimento em diversos serviços em todo o país.

FONTE: GP1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium